Menus de configuração no Painel de Administração

Fale conosco 55 22 30160103 contato@pindorama.org.br

Neste curso grátis o Arquiteto Tomaz Lotufo faz uma excelente introdução à Permacultura e aborda conceitos avançados de Leitura da Paisagem. Estas aulas são parte do Curso de Gestão de Empreendimentos Sustentáveis, ainda dá tempo de fazer parte da nova turma!

Ementa do Curso

Curso de Permacultura
Introdução e História da Permacultura 01:40:00
Leitura da Paisagem 00:00:00

Resenhas do Curso

4.9

4.9
13 ratings
  • 5 stars12
  • 4 stars1
  • 3 stars0
  • 2 stars0
  • 1 stars0
  1. Foto de perfil de Nilson Dias

    Um dos melhores professores do Brasil

    5

    O arquiteto Tomaz Lotufo é um dos professores mais capacitados do Brasil no ensino de Permacultura. A forma didática com que consegue transmitir este conhecimento é notável.

  2. Foto de perfil de Camilla

    Muito interessante para os iniciantes!

    5

    Bastante esclarecedor para quem quer iniciar as vivências da permacultura. Entende-se muito bem o conceito e o por quê dessa escolha como novo estilo de vida.

  3. Foto de perfil de Muriqui

    Sem Palavras

    5

    Pensei que iria rever uma matéria e aprendi um monte de coisas novas. Meus Parabéns Lotufo e a você Nilson, minhas sinceras admirações por fazer possível a disponibilização de um material tão rico.

  4. Foto de perfil de Filipe Olicam

    Informações Valiosas

    5

    Ótimo referências do professor Tomaz. Através desse curso vou corrigir minha deficiência de já observar a paisagem querendo logo mudar ou fazer alguma coisa, sem antes entender e fazer uma avaliação dos fenômenos e porquês…? Muito obrigado Instituto Pindorama.

  5. Foto de perfil de Leide

    4

    Excelente curso. O professor Tomaz Lotufo nos faz encantar com a permacultura. Parabéns!

  6. Foto de perfil de rozanamarques

    A Permacultura na Ecologia Humana

    5

    A permacultura vem para reconstruir a ecologia humana, para desenvolver o olhar orgânico para toda a coisa viva e resgatar os refugiados do cyber espaço para a vida real, com cheiros, cores, sabores e formas. Olhar sem julgar, analisar, para então interagir.
    É o caminho de volta para a casa do Ser.

  7. Foto de perfil de Paula

    5

    Curso didático com bastante conteúdo relevante que complementou a minha formação. Parabéns ao Tomaz Lotufo e demais envolvidos do Pindorama.

  8. Foto de perfil de george rocha

    Compartilhar Conhecimento

    5

    Muito feliz com a iniciativa de vocês de compartilharem esse conhecimento e proporcionarem o despertar de pessoas leigas como eu.

  9. Foto de perfil de nanesampaio

    5

    O curso é conduzido de forma fluida pelo Prof. Tomaz Lotufo, que apresenta a PERMACULTURA, de modo permacultural. Com uma linguagem simples, o conteúdo vivo é transmitido sem pressa, mas com precisão. Gratidão! Sigamos juntxs. 😉

  10. Foto de perfil de jemase

    Curso muito bom

    5

    Adorei o curso! Super explicativo, didático, fácil de entender e muito interessante. O conteúdo é tão legal, que quando você percebe já finalizou o curso.

  11. Foto de perfil de Adriana Gigliola Gerônimo Fortes

    Introdução á permacultura

    5

    Muito bom , bem abrangente , permitiu uma boa visualização do que é a permacultura.

  12. Foto de perfil de nívea cristina

    Otimo conteudo

    5

    Clareza nas explicações e um bom material de apoio.

  13. Foto de perfil de raqueldorigon

    Provocações da Permacultura

    5

    Permacultura. Termo que inquieta a mente dos que nunca ouviram falar nesta expressão. Foi assim que nasceu em mim a curiosidade e a vontade de saber um pouco mais sobre essa palavra que traz em si complexidade e simplicidade, como se ambos pudessem fazer parte da mesma coisa… E muito provavelmente fazem…
    Penso que a permacultura se assemelha mais a ação e não uma “coisa” em si. Ela toma forma em manifesto, à medida que transformamos as coisas atribuindo a elas um significado. Não é como um adjetivo atribuído a algo com um determinado valor, e sim algo que se constrói e se retroalimenta de sentido, ganhando importância em um ciclo com o uso eficiente de recursos.
    Pensar a Terra como um organismo vivo (como afirmava James Lovelock), sendo nós apenas uma parte, que por alguma razão tem influência direta e indireta no ambiente de forma significativa parece ser o ponto inicial que faz o restante das coisas adquirirem gradativamente um sentido. Quando pensamos na capacidade criativa das pessoas em transformar os espaços (como afirmava Buckminster Fuller), sendo e tornando-se parte deste organismo resiliente que nos indica por meio de uma leitura da paisagem a maneira mais sensível de viver e estarmos juntos no Planeta, não há como deixar de sentir-se tocado e provocado a refletir sobre nossa forma de perceber o mundo e, além disso, a forma como nos relacionamos com ele. Poderíamos estar unindo e não distanciando, sendo autônomos sem, no entanto perdermos a sensibilidade de perceber-nos em grupo, em um movimento cooperativo que nos conduz a pensar sobre as riquezas – uma das partes mais bonitas deste estudo. Ao pensar a riqueza física (recursos presentes na natureza) e a riqueza metafísica, que gera abundância, e nasce de fato do olhar terno e grato para com a Terra que nos acolhe e aos outros, igualmente moradores e coabitantes neste espaço, nos referimos novamente ao conceito de organismo vivo. O próprio conceito e pensamentos que orbitam a permacultura parecem ir ao encontro daquilo que ela propõe: atribuir significado, percepção, cuidado, ciclos…
    A Vida, regulada por ciclos talvez seja realmente a sinfonia de Lutzemberger, associada à percepção das manifestações da Terra de Fukuoko e a Ana Primavesi no estudo do solo. Tudo em sintonia, sincronia… equilíbrio.
    Um pensamento profundo de como o ser humano se relaciona com o meio e a sua existência harmônica com a natureza, como afirmava Friedensreich Hundertwasser. A busca por um design funcional, que nasce da percepção (e uma tendência de transformar o espaço habitável em algo representativo) a geração de riquezas e abundância, os cuidados e respeito à vida perpassam por todas as camadas estudadas por Hundertwasser… Conduzindo-nos ao que teoricamente foi chamado de “paraíso” dentro de nós.
    Longe de ser um caminho à felicidade, a Permacultura parece ser um chamado, uma provocação a atuarmos em nossos espaços, tornando-os vivos e plenos de significados. Conscientes da não chegada, simplesmente plenos dentro de um fluxo.

INSCREVA-SE
  • GRÁTIS
  • 6 Meses
433 ALUNOS
  • Foto de perfil de Hugo de Oliveira Dede
  • Foto de perfil de Nilson Dias
  • Foto de perfil de Bruno Pereira
  • Foto de perfil de Ronan Wittée
  • Foto de perfil de Joyce Maron

Sobre

Instituto Pindorama –

55 22 30160103
contato@pindorama.org.br

Instituto Pindorama - todos os direitos reservados

Menus de configuração no Painel de Administração