Casa de terra que fica pronta em 40 dias será tema em Simpósio no RJ

Tempo de leitura: 2 minutos

É possível construir uma casa ecológica, que utilize energias renováveis, técnicas e materiais naturais em pouco mais de um mês? O arquiteto Marcelo Bueno e a equipe do Casa de Terra mostram que sim, é possível.

Lançando mão de estruturas pré-moldadas e projeto modular, o canteiro de obra se torna mais enxuto e a execução da obra mais eficiente. Além disso, os métodos construtivos foram pensados no sentido de gerar o mínimo possível de resíduos. Lembrando que a gestão dos resíduos da construção civil é um grande problema para as cidades.

Clique aqui para obter mais informações sobre o 2º Simpósio Latino-Americano de Bioarquitetura e Sustentabilidade

O principal material utilizado nos projetos é o eucalipto autoclavado, mas os módulos apresentam uma diversidade de técnicas da bioarquitetura como a taipa e o pau-a-pique. Os modelos de casas incluem equipamentos verdes que permitem uma independência das residências em relação aos sistemas convencionais de captação.

Para falar mais sobre esses modelos de bioconstrução “just in time”, Marcelo Bueno estará presente no Silabas, o Simpósio Latino Americano de Bioarquitetura e Sustentabilidade, que ocorrerá entre os dias 07 e 10 de Setembro, em Nova Friburgo, RJ, durante o Festival da Sustentabilidade.

A Casa de Terra é uma empresa formada pelos sócios arquitetos Elena Caldini, Marcelo Bueno e Marina Matulja. Trabalhando com arquitetura formal, percebemos uma demanda cada vez maior por projetos que combinassem sustentabilidade e preocupação ambiental, preço acessível e sofisticação arquitetônica. Nesse sentido, resolvemos desenvolver tipologias habitacionais básicas que incluíssem vários sistemas verdes e que fossem economicamente viáveis, para que mais pessoas pudessem ter acesso a esse tipo de projeto – nós e nossos parceiros acreditamos que é possível viver mais verde gastando menos. Foram necessários vários ajustes e apresentações aos parceiros até que conseguíssemos chegar às tipologias aqui apresentadas. Assim, a Casa de Terra trabalha no sentido de compreender as demandas de seus clientes de forma individual, sempre respeitando ao máximo o meio ambiente e oferecendo um serviço de qualidade e confiança

  • Celso Melchior

    Sabe as pessoas colocam “40 dias p fazer a casa” mas não deixam claro que usam uma estrutura
    de madeira ,assoalho ou laje que ja veio pronto,Os japoneses montam um predio em 30 dias,mas,fizeram no chão todo o predio primeiro.Também não falam quantos funcionarios usaram nesses 40 dias.Outra coisa p se levar em conta é a terra que tem que ser es pecial quto a sua qualidade.Enfim a madeira mesmo de reflorestamento é caro,tem que ser tratada.

  • Jânio Silva

    Descobriram agora o que Índios, Negros e Caboclos já fazem a Séculos.