Tecelagem Manual! Mas afinal, o que é isso?

Tempo de leitura: 3 minutos

A Tecelagem é uma das mais antigas técnicas artesanais. Se voltarmos aos primórdios da civilização encontraremos provas da transformação de fios e fibras em tecidos.

Em 2009, pesquisadores de Harvard encontraram na República da Geórgia, amostras de tecido de linho com aproximadamente 34.000 anos de idade.

Desde que esta amostra de 34.000 anos foi tecida até nossos dias, a técnica da tecelagem evoluiu consideravelmente. Inicialmente era executada de em aparatos rudimentares. Mais tarde, passou-se a  utilizar máquinas graças ao advento da Revolução Industrial.

Entretanto, mesmo com a implantação do maquinário têxtil, o tear manual não deixou de fazer parte da nossa história.

O processo artesanal da tecelagem segue firme no cotidiano da humanidade, sofrendo, contudo, influência da moda; sendo mais ou menos valorizado de tempos em tempos.

Para alegria de todos nós que somos apaixonados pela tecelagem manual, atualmente esta técnica artesanal está muito bem cotada. Prova disso é o fato de designers de moda estarem inserindo o tecido artesanal em suas coleções. As fotos abaixo são da coleção da Chanel na Fashion Week  de Paris, coleção primavera 2018.

CHANEL  –  FASHION WEEK DE PARIS

PRIMAVERA 2018

Fonte: Google
Fonte: Google
Fonte: Google

Muitas pessoas, apesar de conseguir diferenciar entre o tecido industrial e o artesanal, não conhecem o processo da tecelagem manual de perto.

Este artigo tem como propósito dar informações básicas sobre este processo.

INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE O PROCESSO DA TECELAGEM MANUAL

Existem dois componentes básicos na tecelagem: os fios do urdume e os fios da trama. Os fios do urdume são presos verticalmente, enquanto os fios da trama se entrelaçam no urdume, horizontalmente. Este “entrelaçar” dos fios de trama e urdume resulta no que conhecemos como “tecido”.

Muito embora a estrutura básica da tecelagem seja o “entrelaçar” dos fios de urdume e trama – a trama passa entre os fios de urdume, ora por cima ora por baixo -, existem outras infinitas variações e combinações que são capazes de gerar resultados inesperados e belíssimos.

A arte da tecelagem é tão rica de possibilidades e variações que seria necessário mais que uma vida para experimentar e testar todas elas.

Mas não deixe que isto faça você desistir de entrar neste mundo maravilhoso, nem impedir que você se entregue à magia do processo artesanal de criação de tecidos: a tecelagem manual.

FERRAMENTAS NECESSÁRIAS PARA EXECUÇÃO DA TECELAGEM MANUAL

Para a manufatura de tecidos em processo artesanal é preciso um tear e algumas outras ferramentas. Existem inúmeros tipos e tamanhos de teares. Um deles, de aparência simples – quase inofensiva -, mas com resultados realmente surpreendentes, é o tear de pente liço.

Fonte: http://www.artevivatear.com.br

Além do tear são necessárias algumas ferramentas específicas. A mais comum delas é a navete.

Fonte: http://www.artevivatear.com.br

Em comparação a outras técnicas que transformam fios em tecidos, como tricô ou crochê, a tecelagem manual é uma das mais fáceis de se aprender e executar.

No Instituto Pindorama, nos dias 23 e 24 de Novembro de 2019 teremos o curso de Tecelagem Manual. Confeccione tecidos, tapetes, passadeiras, colchas e muito mais usando fibras vegetais, descarte industrial, fios naturais e outros materiais! 

Para mais informações é só clicar aqui!

Fonte: Atelier Isatramas